SOU A BRUXA JADE FÊNIX

Uma bruxa de muito conhecimento, onde firmo meu respeito a todos os mestres da MAGIA.

Os segredos das BRUXAS estão dentro delas mesmas, e os registros dessa sabedoria estão nos Grimórios e Pergaminhos...

Mas entre...Vasculhe...Se gostar volte sempre!



BRUXA JADE FÊNIX

sábado, 21 de maio de 2011

Livro das Sombras... Você deve usar como?

Livro Das Sombras


Livro das Sombras

Esse é o nome dado pelas bruxas contemporâneas para o livro no qual elas escrevem seus rituais, invocações e encantos. Não é um termo antigo surgido na Inquisição, como é erroneamente dito por aí, visto que a maioria das pessoas nesta época era analfabeta, sendo impossível manter um livro escrito à mão.
O termo “Livro das Sombras” vem do termo inglês Book Of Shadows e é muito comum você ler esse segundo termo em muitos livros e sites (ou sua abreviação: BOS). Todo coven (e toda(o) bruxa(o) solitária(o)) deve ter o seu Livro, pois é quase que uma base de todo o seu trabalho ritualístico. Tudo o que se refere à Wicca e à Bruxaria pode ser incluído nele.
Não se trata de um livro antigo ou famoso, apesar de muitos terem essa impressão. Não existe “um” Livro das Sombras; cada bruxa ou coven tem o seu, tradicionalmente escrito à mão. Esse trabalho escrito é chamado de “livro das sombras” porque seu conteúdo só pode ser a sombra das realidades deste mundo.
Nele, você irá escrever todos os seus feitiços, rituais, correspondências, invocações, cânticos e o que mais for necessário para a realização dos rituais. Muitas bruxas e bruxos gostam de ter mais outros dois livros: um para ser usado como diário de sua vida mágica, anotando desde sonhos até pensamentos sobre a religião, e outro para anotar informações históricas, dados sobre o Paganismo etc. Acredito que este seja um modo bastante interessante de se trabalhar.
O Livro das Sombras tem tradicionalmente a capa preta com o pentagrama cravado na capa, mas você pode cravar outros símbolos e até mesmo utilizar outras cores como verde, marrom, azul marinho. Tente se concentrar em cores e materiais naturais.
Uma antiga regra dos covens era que, quando alguém morria, seu livro deveria ser queimado. A razão principal era poupar os familiares da bruxa, pois a descoberta de tal livro poderia deixar-lhes em uma situação difícil, especialmente em famílias onde o culto era passado de geração para geração.
Dúvidas sobre o Livro das Sombras
Minha mãe nem “sonha” que eu pratico Bruxaria. Meu B.O.S. fica escondido na casa do meu vizinho. Tem problema? (enviada por e-mail)
Se ele for bruxo e vocês praticarem juntos, não há o menor problema. Os covens têm seus próprios livros e eles ficam em poder de um só membro do grupo, designado com tal função.
Se o seu amigo não for praticante, não é aconselhável.
É errado eu colocar pedras na capa do meu B.O.S. para que as energias das pedras vão para o livro?
Não, muitos praticantes colocam não só pedras como folhas, flores, penas, pêlos etc.
Ainda não sou iniciada(o). Posso ter meu Livro das Sombras?
Deve. Como você viu acima, ele é basicamente um registro de suas atividades na Arte. Sendo assim, é de extrema importância que você crie este vínculo desde o começo, organizando seus pensamentos escrevendo em um livro/caderno/fichário. Você verá rapidamente como seu Livro será um grande aliado, especialmente no começo.
Posso levar o Livro das Sombras para dentro do círculo e utilizá-lo nos rituais?
Não só pode como a prática é bastante comum. Nada mais chato do que precisar de algo que está escrito no seu livro e, quando perceber, ele está super longe e você precisa desmanchar o círculo, quebrando o clima. No entanto, procure não ler nos rituais. A espontaneidade sempre será a melhor pedida.


Questões frequentes sobre o Livro das Sombras

Praticamente todo mundo que começa a estudar a Wicca fica cheio de dúvidas com relação a tudo. O livro das sombras não é uma exceção
O que é, afinal, o livro das sombras?
É o nome dado ao livro em que Gerald B. Gardner escreveu compêndios de sua prática wiccana. Esse livro formou as “bases” da tradição em questão. No entanto, como o conhecimento é passado aos iniciados de forma oral, principalmente, o essencial não está no tal livro. O essencial na Wicca pode apenas ser vivido, jamais narrado. Desta forma, o livro contém coisas como a Carga da Deusa e algumas instruções.
Hoje em dia, chamamos de livro das sombras algo semelhante. Trata-se do livro / caderno pessoal de cada bruxo ou bruxa, onde são anotados os rituais e demais informações que cada praticante julgar necessárias. É algo extremamente pessoal. Nós costumamos ver bastante em filmes de fantasia os magos cheios de livros e escrevendo em muitos deles, ou então com um livro só onde ele anota seus feitiços mais poderosos. É bem por aí.
Como começar?
Não tem muito segredo. Arranje um caderno com o qual se identifique e comece a escrever tudo ali que achar conveniente e for relacionado com a Arte. É provável que você tenha mais de um caderno, com o passar do tempo. Você pode usar o material que quiser: caderno espiral, fichário, caderno brochura, capa preta, capa rosa, enfim, o que achar que combina mais com você. Apesar de o livro das sombras considerado tradicional ter a capa preta, isso é apenas um padrão, não uma regra.
Posso ter o livro em meu computador?
Faça o que for mais prático para você. Poder a gente pode fazer qualquer coisa, não é verdade? Ninguém vai até a sua casa brigar com você porque o seu livro das sombras está no computador. No entanto, há duas razões bastante significativas para você não fazer no computador:
- Escrever com sua própria letra no livro físico é um ato de transmissão de poder. Isso garante que o livro seja só seu, pois está impregnado com a sua energia. E isso é muitíssimo importante em magia. Não importa se considera sua letra horrível. Não é a beleza dela que está em jogo, você sabe, mas a força que você coloca em seu livro escrevendo nele à mão.
- É bom você ter o livro com você enquanto faz seus rituais, ou tê-lo sempre à mão quando quiser. Ter o livro no computador pode ser legal, mas não é muito prático. Suponhamos que tenha acabado a luz e você precise de algo lá. Não dá. Entre diversas outras situações onde você não poderá acessar o computador. Eu ao menos acredito que ter um livro de verdade ali seja mais prático.
No entanto, nada impede que você tenha uma versão digital de seu livro, ou então junte textos coletados da Internet nele.
Decoração no livro das sombras
O bom do computador é que podemos decorar os textos livremente. Podemos colocar imagens, bordas, editar frases e tudo o mais. Porém, o seu livro físico também pode ser decorado. Arrange recortes de jornal, desenhos, use aquarela, adesivos, lápis de cor, folhas e flores secas. Enfim, há uma variedade de materiais que pode ser utilizada para a decoração de seu livro. Use a criatividade!
O que você quer para o seu livro das sombras?
Defina isso primeiramente. Para que você quer um livro das sombras? Para usar como diário mágico? Para coletar informações sobre a Arte? Para ter sempre à mão informações úteis para seus rituais? Definir isso é o primeiro passo para a composição correta do seu livro – correta para você. Se você quer ter um livro com informações para os rituais, não é recomendado um caderno de 500 folhas, por exemplo, pois fica complciado o manuseio. Seja qual for sua escolha, tenha em mente que seu livro deve ser:
- Funcional: Ele deve funcionar para você. De nada adianta ter um livro lindo e maravilhoso se você não consegue sequer virar suas páginas direito, com medo de rasgá-lo, ou então se é difícil escrever nele.
- Organização: Seja qual for a forma do seu livro, ele deve ter uma organização, senão fica praticamente impossível encontrar as informações.
- Beleza: É claro que ninguém quer ter um livro feio. Mostre que gosta dele e que valoriza a sua religião deixando-o do jeito que achar mais agradável. Talvez você ache melhor ele ser simples, com folhas brancas e sem desneho algum. Talvez você queira ter flores em todas as bordas. depende de você e do que você considera bonito para ele.
Utilizando um fichário
Apesar de eu mesma ter feito um grande livro de 500 folhas, acredito que um fichário seja a melhor forma para organizar um livro das sombras. Você pode colocar divisórias para cada assunto, o que torna tudo realmente mais fácil, limpo, bonito e organizado. Os tradicionalistas podem achar esta prática uma aberração, mas eu simplesmente dou risadas… Aposto que se antigamente eles tivessem a possibilidade de usar um fichário, certamente o usariam – pelo menos os bruxos e bruxas mais organizados. Sobre essa questão do que é certo e do que é errado, pra começar, tudo é muito relativo. O seu livro das sombras ser um caderno ou um fichário não altera em nada sua religiosidade ou a forma como você sente a sua religião. Assim, toda discussão sobre o que pode ser certo ou errado com relação a esse tipo de coisa não passa de picuinha.
Uma boa forma de dividir seu fichário é do macrocosmo para o microcosmo. Separe três grandes seções:
Teoria / Prática / Diário
Na parte teórica, você irá colocar informações gerais. Tudo o que quiser, que seja relacionado à religião. Na parte prática, exercícios, meditações, feitiços, rituais. Na parte do diário, suas anotações pessoais, o que inclui sensações em determinados rituais e sentimentos no geral, relacionados à sua vivência na Arte.
Na parte teórica, você pode dividir como quiser. Divida por assuntos: história da Arte, mitologia, divindades, instrumentos, sabás e o que mais quiser. Na parte prática, divida por exercícios, rituais, feitiços, receitas… A parte do diário pode ser divididade entre diário de sonhos, diário menstrual e assim por diante… Escolha você mesmo(a) as divisões. É divertido! Isso fará com que você tenha todas as informações organizadas em um só lugar.
A capa
Faça uma capa legal. Se preferir deixá-la de uma só cor, pode deixar. Mais uma vez: a escolha é sua. O meu livro das sombras tem uma capa de veludo preta e um pentagrama prateado pintado à mão. Já tive um livro das sombras com a capa verde (simbolizando a Natureza) e um círculo em outro tom de verde, representando a natureza cíclica da vida. Já vi livros maravilhosos pela Internet, com triskles e outros símbolos mágicos. Você pode fazer a capa de madeira, papel, papelão, qualquer material. Procure utilizar materiais naturais – afinal, nossa religião fala do resgate à conexão natural. Qualquer que seja seu livro (caderno, livro, fichário), você pode encapá-lo de forma diferente e original. Desenhe símbolos na capa, ou recorte e cole com outro material. Utilize estes recursos para deixá-lo com a sua identidade.
Dicas gerais
- Se você for utilizar um fichário, compre um pacote com 500 folhas e fure-as, colocando-as no fichário. Escolha se você prefere com ou sem pauta, papel reciclado ou não. Nas grandes papelarias os pacotes grandes de papel são encontrados mais em conta.
- Se não tiver certeza do símbolo que irá colocar na capa, mas está certa(o) de que quer colocar um, utilize o símbolo do seu signo solar.
- Escolha fontes que considere bonitas em seu computador e imprima uma página com todo o alfabeto escrito. Então, copie-as para fazer os títulos em seu lviro das sombras. Você pode utilizar papel de seda (ou vegetal) ou simplesmente copiar à mão livre. O resultado é bem bonito.
- Dedique alguns minutos do seu dia ao seu livro das sombras. Por mais atividades que você tenha, sua religião deve ser uma das prioridades, não é verdade? Não o deixe largado lá, em um canto, para utilizar só de vez em quando.
- Pense no tipo de livro das sombras que você quer para você. Ter em mente o que lhe inspira é a maneira mais fácil de conseguir montar um livro das sombras correto.


ESTUDAR...ESTUDAR...ESTUDAR...

Beijos da Bruxa Jade Fênix

Nenhum comentário:

Postar um comentário